AT&M Tecnologia
Home » Notícias » Averbação da carga: seu fornecedor oferece suporte 24 horas?

Averbação da carga: seu fornecedor oferece suporte 24 horas?


Publicado em: 16 de julho de 2019

De acordo com a lei de Averbação Eletrônica 247 criada pela SUSEP,  todas as cargas precisam estar averbadas antes de sua movimentação, ou seja, registradas corretamente na Secretaria da Fazenda de cada estado pela apólice do seguro, caso ocorra algum acidente ou roubo, além da comprovação para a liberação fiscal da mercadoria. Com isso, é possível emitir o Manifesto Eletrônico de cargas (MDf-e 3.0), iniciativa do governo federal.

Ou seja, não é possível emiti-lo sem a averbação dos documentos que estão relacionados nele; Resolução CNSP 361 publicada em junho de 2018, passou a ser obrigatório o envio do MDF-e para a companhia de seguro, antes do início da viagem.

Conforme citamos no artigo anterior, a transportadora quando emite os CT-es (conhecimentos de transporte) e o embarcador quanto NF-e (Nota fiscal eletrônica), essas informações ficam registradas no sistema da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) de cada estado. A Secretaria da Fazenda de cada estado responde positivamente através de um protocolo que significa a liberação fiscal da mercadoria.

Obrigatoriedade da averbação eletrônica da carga

Na sequência, é obrigatório realizar a averbação eletrônica de suas cargas, que significa coletar todas essas informações, checar para saber se os dados da carga estão coerentes com a apólice do seguro do cliente e transmitir essa informação para a companhia de seguro. Tudo precisa ser checado em frações de segundos por sistemas inovadores criados por empresas de tecnologia que gerenciam esses processos, entre órgãos governamentais e fiscalizadores, transportadoras e seguradoras.

E se ocorrer alguma falha durante esse processo de averbação eletrônica, principalmente durante a madrugada e nos finais de semana? Caso a transportadora não tenha suporte 24 horas de seu fornecedor responsável pelo processo de averbação eletrônica da carga, o caminhão fica parado e não chega no seu destino, conforme programação e atrasa os pedidos dos clientes e demanda dos produtos no ponto de venda.

 Por isso, que o primeiro item que precisa ser considerado na hora de desenvolver essa estrutura na empresa, é checar se você terá direito ao suporte 24 horas, sete dias por semana durante feriados e finais de semana.

Evite prejuízos no processo de averbação eletrônica 

Caso a transportadora tenha algum problema na hora de checar os dados, o técnico de TI e o responsável pelo transporte terão facilidade para conversar com o suporte 24 horas, sobre os mais de 200 itens que são checados somente no processo de averbação eletrônica da carga para identificar falhas que impedem o transporte.

Para não atrasar os processos logísticos das mercadorias, os técnicos da empresa prestadora de serviço devem ajudar na integração com o sistema da transportadora, juntamente com o seu especialista em  TI e liberar o caminhão.

Caso o sistema de TI da transportadora impossibilite o processo de averbação junto à empresa fornecedora deste processo, o suporte 24 horas deve atuar para eliminar o problema de conectividade com a transportadora. Caso contrário, a carga não é liberada.

Se o problema não for solucionado na hora, fica a pergunta para o próximo artigo. Qual o plano de contingência que o fornecedor de averbação eletrônica deve oferecer para atender o transportador e o embarcador, quando o sistema principal dessas empresas apresentarem falhas?

Artigo desenvolvido por Vagner Toledo, sócio-diretor da AT&M, líder no processo de averbação eletrônica para o transporte de cargas

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AT&M Tecnologia - Todos os direitos reservados 2018

Desenvolvido por Slidez Integração Digital