AT&M Tecnologia
Home » Na mídia » Seguro X Cargas – crescimento para 2018

Seguro X Cargas – crescimento para 2018


Publicado em: 16 de Maio de 2018

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) com empresários do setor, no final de 2017, a maioria deles previa aumento na movimentação de cargas no faturamento para 2018, com um crescimento ainda maior para 2019. Já os membros das Cooperativas de Transporte de Cargas (CTCs) tiveram aumento de 14% no faturamento das empresas em 2017 e para este ano e esperado um aumento de 22%.

A CNT também afirma que em 2017, aumentou o volume de transações comerciais no mundo que contribuiu para um resultado positivo recorde de US$ 217,7 bilhões na balança comercial brasileira: as exportações expandiram 18,5% em 2017, na comparação com 2016; enquanto as importações aumentaram 10,5%. Esse crescimento gera impactos positivos na demanda por serviços de transporte porque se elevam os deslocamentos de produtos a partir das regiões produtoras com destino a outros países; e dos portos, quando as mercadorias vêm do exterior, com destino aos centros de consumo brasileiros.

Já a AT&M Tecnologia, líder no processo de averbação eletrônica que tem uma base de dados com mais de 20 mil empresas no mercado de transporte de cargas e seguros, também comprova o aquecimento do mercado de movimentação de cargas. Em dezembro/17, foram registrados R$411 bilhões em movimentação de transporte de cargas no país. Em dezembro de 2016, foram registrados R$ 305 bilhões em movimentação de transporte de cargas, totalizando um aumento de 35% no período comparativo. Desde os últimos meses do ano passado, a movimentação da carga registrada mensalmente está em torno de R$ 400 bilhões por mês. Veja os seguintes dados de 2017: Janeiro 2017(R$281 bilhões); Fevereiro 2017(R$ 214 bilhões);Março 2017(R$314 bilhões); Abril 2017 (R$275bilhões);Maio 2017(R$320 bilhões);Junho 2017(R$ 345 bilhões); Julho 2017(R$ 332 bilhões); Agosto 2017(R$364 bilhões); Setembro 2017 (R$396 bilhões); Outubro 2017(R$498 bilhões);Novembro 2017(R$ 451 bilhões); Dezembro 2017(R$ 411 bilhões).

Para o transporte adequado da carga de forma segura, as transportadoras e embarcadores precisam averbar a carga, que significa coletar todas essas informações, checar para saber se os dados da carga estão coerentes com a apólice do seguro do cliente e transmitir essa informação para a companhia de seguro.

Hoje, existem tecnologias que executam esse processo em menos de um segundo. A transportadora quando emite o documento de Conhecimento de transporte, isso fica registrado no sistema da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) de cada estado. Desta forma, o SEFAZ responde positivamente através de um protocolo que significa a liberação fiscal da mercadoria em relação aos impostos.

Para que a carga fique devidamente coberta pelo seguro, o segurado disponibiliza informações do conhecimento de transporte para o sistema que checa informações exigidas pelos órgãos regulamentadores, além da vigência da apólice, valor da mercadoria, trajeto da carga, entre outros. Tudo é checado em frações de segundos pelos diversos sistemas da empresa, para que, caso ocorra algum acidente, a carga esteja devidamente assegurada e a transportadora possa receber o valor da importância segurada, explica Flademir Lausino de Almeida, responsável pela criação do processo de averbação eletrônica do seguro da carga no Brasil e sócio-diretor da AT&M.

Desde outubro de 2017, com as novas exigências das Secretarias de Fazenda dos Estados e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em relação à emissão obrigatória do MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais eletrônico – versão 3.00) para transportes de cargas interestaduais, é preciso emitir o CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) e averbar a carga transportada. Depois, com o número da averbação eletrônica é possível realizar a emissão do MDF-e, documento fiscal que pode ser solicitado nas fronteiras de cada estado pela fiscalização.

Diante desse mercado, é fundamental que transportadoras, embarcadores e seguradoras tenham tecnologias e processos eficientes para o registro e transmissão de dados do transporte de suas cargas para que fiquem devidamente cobertas pelo seguro no ato da viagem. Atualmente, a missão de profissionais de tecnologia é construir e manter uma “suíte” com as soluções mais completas para a emissão e gerenciamento de informações do mercado de seguros para o transporte de cargas. Hoje, o mercado está em um processo constante de inovação em relação ao modelo de gestão de toda a cadeia do processo de averbação eletrônica, entre transportadoras, seguradoras, corretores e embarcadores.

SOBRE A AT&M – Hoje, a AT&M Tecnologia, líder no processo de averbação eletrônica, atende mais de 20 mil empresas no mercado de transporte de cargas e seguros. Além disso, detém em torno de 40% do mercado de sistemas e serviços para a averbação do seguro de transporte de carga. É responsável pela quase totalidade das companhias de seguros que atuam no segmento de transporte de cargas e em torno de 800 corretores.

A empresa foi criada em 1996, pelos sócios Vagner Toledo e Flademir Lausino de Almeida. Nesse mesmo ano, foi criado o processo de averbação eletrônica. Há muitos anos, o processo de averbação das cargas no Brasil era feito manualmente. “As pessoas faziam o cálculo das cargas para o seguro, separando por origem e destino e enviavam cópias e conhecimento de transporte das guias de transportes para as seguradoras calcularem o valor dos prêmios dos seguros. “Como um profissional de tecnologia, identifiquei uma grande necessidade do setor e tive a ideia de informatizar esse processo. “Por meio da tecnologia EDI, criei uma base para o processo de averbação eletrônica no país, de forma inédita”, explica Flademir Lausino de Almeida.

Com 22 anos de história, surgiu a partir da tecnologia EDI (Electronic Data Interchange) e atualmente, possui uma “suíte” com as soluções mais completas para a emissão e gerenciamento de informações do mercado de seguros para o transporte de cargas. A AT&M está em um processo constante de inovação em relação ao modelo de gestão de toda a cadeia do processo de averbação eletrônica, entre transportadoras, seguradoras, corretores e embarcadores.

Por mês, a AT&M controla mais de 80 milhões de documentos de seguros e possibilitando a troca de informações entre transportadoras, corretores, embarcadores e companhias de seguro. Além disso, atende todos os segmentos da economia para a troca de informações de forma eletrônica e segura, entre fornecedores, clientes, parceiros, empresas e filiais.

Disponibiliza 10 soluções diferentes para atender todo o mercado brasileiro e seus diferentes setores, desde a digitação de dados até a integração de redes de computadores. Além disso, a AT&M desenvolve sistemas de TI para os segmentos da indústria, comércio e serviços, e quaisquer outros segmentos de empresas que buscam a tecnologia EDI. A AT&M possui escritórios localizados nas cidades de São Paulo e Indaiatuba (SP) e conta com equipes de outsourcing que presta serviços “in company” para diversas empresas do mercado segurador. É altamente treinada e especializada em soluções, com destaque para um suporte 24 horas com alto grau de personalização no atendimento aos seus usuários e clientes.

Clique aqui e confira a notícia original

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AT&M Tecnologia - Todos os direitos reservados 2018

Desenvolvido por Slidez Integração Digital